Sergipe Turismo

Dança Típica de Sergipe

Para falar de Dança Típica de Sergipe, precisamos falar de uma tradição que começou há 150 anos nas senzalas nos engenhos de Açúcar em Laranjeiras cidade histórica de Sergipe.

Um dos destaques da Dança Típica de Sergipe, o grupo de Taieiras é um grupo de meninas que dança e canta em homenagem a dois Santos católicos.

Dança Típica de Sergipe

Dança Típica de Sergipe

Laranjeiras (18 Km da capital sergipana) é uma das cidades mais antigas de Sergipe, com o título de cidade histórica, ajuda a preservar tradições culturais do estado com os grupos folclóricos.

Ao todo são 98 grupos, as Taieiras fazem parte deles, formado na maioria por mulheres, após 150 anos de tradição ele se mantém em atividade.

As Taieiras fazem uma homenagem a dois santos católicos, considerados protetores dos negros, São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, essa tradição começou nas senzalas dos Engenhos de cana-de-açúcar muiro comuns na região de Laranjeiras.

o nome “Taieiras” foi inspirado nas escravas que carregavam cestos de roupas para lavar nos rios perto dos Engenhos.

A dança é executada em duas fileiras acompanhando as músicas de inspiração religiosa fazem movimentos circulares.

Dois instrumentos musicais são usados, o chocalho chamado de “querequexé” e o tambor tocado por um homem chamado de patrão.

O grupo se apresenta na semana do folclore e principalmente nas festas religiosas.

As cores das roupas também tem significado, o vermelho e o branco, lembram Santa Bárbara que na religião nagô é chamada de “Oiá” e as fitas homenageiam os demais orixás africanos.

Quase todos os componentes fazem parte da religião nagô, de origem africana, trazida para o Brasil pelos escravos no século 17.

Dança Típica de Sergipe – Outros grupos

Além das Taieiras, em Sergipe ocorrem outros grupos (dança de típica de Sergipe) como “Chegança”, “Reisado” e “Cacumbi” que contam a história de um povo que descobriu uma nova geração de participantes.

A cada geração, graças a tradição, o povo forma novos participantes desses grupos que se sentem muito orgulhosos de representar sua cultura através da dança.